Terapias Chinesas

A Medicina Tradicional Chinesa (MTC) é um sistema baseado em conceitos Taoístas e energéticos, tão antigo quanto a história da humanidade. O principal conceito que permeia a MTC é o Qi, também chamado de Chi, que é uma forma de energia vital que existe tanto dentro como fora do corpo humano. O qi (Chi) circula no corpo por meio de canais energéticos, chamados de meridianos. Os meridianos formam um sistema parecido com o sistema circulatório, que conecta diferentes partes do corpo, fornecendo qi (chi) para todas elas. Cada meridiano está relacionado com uma função mental, física ou emocional, assim como está associado a  um (ou vários) órgão(s) específico(s). Quando o fluxo do qi (chi) pelo corpo humano é interrompido, existe uma alteração nos processos físicos e no estado mental e emocional do indivíduo, que se manifestam em diversas formas de Patologias.

Além dos meridianos, é preciso entender e trabalhar os chamados acupontos (também chamados de Qi Xué), que são pontos situados na superfície do corpo humano, onde o qi dos órgãos internos e dos meridianos fluem e ocorrem as trocas energéticas do homem com o céu e a terra. Quando esses pontos são estimulados, seja por meio dos dedos, de agulhas, entre outras formas, é possível desobstruir os canais energético, fazendo com que o qi (chi) volte a circular normalmente (tanto de forma temporária como definitiva).

Ao longo dos séculos, os chineses desenvolveram diversas formas de tratamento para restabelecer o fluxo do qi (chi) no organismo, fazendo com que o corpo e a mente voltem para seu estado normal de equilíbrio. Entre os principais métodos estão:

  • Fitoterapia: forma de tratamento que utiliza plantas e/ou ingredientes de origem animal ou mineral, que, quando combinados, ajudam a tratar diversas enfermidades.
  • Tui Na: técnicas de massagem para estimular ou sedar os pontos dos meridianos do paciente, visando o equilíbrio do fluxo de energia por estes canais.
  • Acupuntura: que consiste em aplicar agulhas em acupontos a fim de desobstruir os meridianos;
  • Moxabustão: denominação dada à combustão de uma pequena quantidade de plantas e ervas medicinais para balancear o qi no organismo;
  • Ventosoterapia: copos de vidro ou pequenos bastões de bambu são aquecidos e após a aplicação na pele, forma-se um vácuo parcial no seu interior. A diferença de pressão entre o ar interior e o exterior acaba por gerar uma força de sucção, que retira o “sangue sujo” que está obstruindo os canais energéticos, aliviando as dores;
  • Cone Chinês: técnica não invasiva que consiste na queima de um cone feito de gase e cera, aplicado no ouvido para limpeza energética;
  • Qi Gong (Chi Kung): Estudo da energia interna para fortalecimento do corpo e da mente, visando prevenir doenças e proporcionar longevidade ao indivíduo.
O Grão Mestre Li Wing Kay  é um profundo conhecedor das técnicas de massagem chinesa, acupuntura, cone chinês, ventosa de bambu, qi gong (chi kung) e fitoterapia