Patrimônios da Humanidade na China

Muitos não sabem, mas a China é o segundo país com mais locais que integram a lista de Patrimônios da Humanidade (47), ficando atrás somente de Itália (50). O Brasil possui 19 ícones. Conheça aqui alguns desses locais considerados de importância cultural para o mundo:

 

Templo na Montanha Wudang (Fonte: Blog China na minha vida)

Templo na Montanha Wudang (Fonte: Blog China na minha vida)

Montanhas Wudang

Conhecidas também como “Wu Tang Shan” ou simplesmente Wudang, o local situa-se na República Popular da China, Província de Hubei. Foi declarada Patrimônio Mundial em 1994 pela UNESCO em função de seu grande número de palácios e templos. Eles são os símbolos dos avanços arquitetônicos e artísticos das dinastias Yuan, Ming e Qing, assim como do apogeu da arte chinesa.

As montanhas vêm atraindo um número crescente de turistas não apenas por ser um lugar sagrado do Taoísmo ou para as artes relacionadas a esta religião/filosofia, mas também por causa das suas seculares edificações.

Os templos da Montanha Wudang foram destruídos entre o final da dinastia Yuan e o começo da dinastia Ming (1368-1644). O imperador Zhu Di enviou mais de 300.000 soldados e artistas para a montanha, os quais construíram, ao longo de uma década, 33 edifícios inspirados nas histórias do Grande Imperador Guerreiro Perfeito, 39 pontes e 12 pagodas. Os edifícios estendem-se ininterruptamente por 70 km, desde o sopé até ao cume da montanha.

Com o passar do tempo, alguns edifícios deterioraram-se. Todavia, 53 deles ainda estão muito bem preservados, ocupando 27,2 mil metros quadrados. Wudang também detém um acervo com 5000 objetos históricos, dos quais 1000 estão sob proteção nacional.

 

Potala Palace, incluindo  Jokhang Temple e Norbulingka

O Palácio de Potala foi inscrito pela UNESCO no Patrimônio Mundial da Humanidade em 1994. Em 2000 e 2001, o Templo Jokhang e o Norbulingka foram acrescentados à lista como extensões do lugar classificado.

O Palácio de Potala está localizado em Lassa, no Tibet. Foi a principal residência do Dalai Lama, até que o 14º Dalai Lama fugiu para Dharamsala, Índia, depois de uma revolta falhada, em 1959. Atualmente o palácio é um museu estadual da China. Recebeu o nome em referência ao Monte Potala, a morada de Cherenzig, ou Avalokiteshvara.

O lugar foi usado para refúgio de meditação pelo Rei Songtsen Gampo, que construiu, em 637, o primeiro palácio como saudação à sua noiva, a Princesa Wen Cheng da Dinastia Tang da China. A construção do atual palácio começou em 1645, durante o reinado do quinto Dalai Lama, Lozang Gyatso. Em 1648, o “Potrang Karpo” (Palácio Branco) foi concluído, e o Palácio de Potala passou a ser usado como palácio de Inverno pelo Dalai Lama a partir dessa época. O “Potrang Marpo” (Palácio Encarnado) foi acrescentado entre 1690 e 1694.

Palácio de Potala (Fonte: Blog China na minha vida)

Palácio de Potala (Fonte: Blog China na minha vida)

Construído a uma altitude de 3.700 m (12.100 pés), do lado da colina Marpo Ri, a Montanha Encarnada, no centro do Vale de Lassa, o Palácio de Potala, com as suas vastas muralhas interiores apenas quebradas nas partes superiores por filas retas de muitas janelas, e os seus telhados planos em vários níveis, não é diferente de uma fortaleza na sua aparência. Na base Sul da rocha fica um grande espaço encerrado por muros e portões, com grandes pórticos no lado interior. Uma série de escadarias relativamente fáceis, quebradas por intervalos de subidas suaves, conduz ao topo da rocha. Toda a largura desta é ocupada pelo palácio.

O Palácio de Potala é uma popular atração turística, e foi nomeado pelo programa televisivo americano ‘Good Morning America’ e pelo jornal ‘USA Today’ como uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo.

O Templo Jokhang está localizado na Praça Barkhor em Lhasa. Para a maioria dos tibetanos é o templo mais sagrado e importante no Tibet. O local é controlado pela escola Gelug. O estilo arquitetônico do templo é uma mistura de projeto vihara da Índia, projeto chinês da dinastia Tang e projeto design nepalesa.

Durante o período de Bon do Tibet, o templo era (e às vezes ainda é), chamado de Zuglagkang (Casa da Ciência Religiosa ou Casa da Sabedoria). O termo zuglag refere-se a “ciências” como geomancia, astrologia, adivinhação e que fazia parte da religião xamânica pré-budista agora conhecido como Bon. “Ele é mais comumente conhecido hoje como o Jokhang, o que significa o ‘House of the Buddha – a casa de Buddha”.

O Norbulingka, também chamado de “O Parque com Jóias”, é um palácio com seu parque envolvente em Lhasa, no Tibet. O palácio serviu como tradicional residência dos sucessivos Dalai Lamas desde a década de 1780 até à ocupação do país pela República Popular da China, no fim da década de 1950.

O palácio fica localizado a três quilômetros a oeste do Palácio de Potala, o qual era o palácio de Inverno. Edifícios adicionais foram acrescentados ao parque durante a primeira metade do século XX..

Também existe um zoo no Norbulingka, criado originalmente para guardar os animais que eram oferecidos ao Dalai Lama. Heinrich Harrer ajudou o 14º Dalai Lama a construir ali uma pequena sala de cinema na década de 1950.

Os jardins são populares locais de picnic e providenciam um belo cenário para espetáculos teatrais, de dança e festivais, em particular o Sho Dun, ou “Festival do Iogurte”, o qual se realiza no início de Agosto, com famílias a acampar durante vários dias, rodeadas por coloridas cabanas feitos com tapetes e lenços e aproveitando o calor do Verão.

Wulingyuan

Foi declarado Patrimônio da Humanidade em 1992. Segundo os geólogos, mais de 300 milhões de anos atrás, a região era um oceano. Posteriormente, o oceano retrocedeu e deixou expostas as rochas sedimentares, que se tornaram finalmente os atuais picos, precipícios e pontes ou portas de pedra através das erosões de chuva e vento durante milhões de anos. Há ainda até as linhas sedimentares das águas do oceano em alguns penhascos e fósseis de corais.

Além da beleza notável da sua paisagem, a região é também importante pelo fato de abrigar várias plantas e espécies animais em risco de extinção. Wulingyuan abrange o Parque Nacional Florestal de Zhangjiajie, a Reserva Natural de Suoxiyu, a Reserva Natural de Tianzishan e a Reserva Natural de Yangjiajie.

O local também foi inspiração para o cenário do filme Avatar. As montanhas flutuantes do filme foram inspiradas nesse maravilhoso lugar.

Wulingyuan - Montagem: Blog China na minha vida

Wulingyuan – Montagem: Blog China na minha vida

Pesquisa de Ana Cristina Nasguewitz

Fonte: Blog China da Minha Vida (http://chinanaminhavida.com/2013/09/20/patrimonios-da-humanidade-na-china-unesco-4/)

 

A seguir, veja a lista completa dos locais considerados Patrimônio da Humanidade na China, segundo a UNESCO:

  • Imperial Palaces of the Ming and Qing Dynasties in Beijing and Shenyang
  • Mausoleum of the First Qin Emperor
  • Mogao Caves
  • Mount Taishan
  • Peking Man Site at Zhoukoudian
  • The Great Wall
  • Mount Huangshan
  • Huanglong Scenic and Historic Interest Area
  • Jiuzhaigou Valley Scenic and Historic Interest Area
  • Wulingyuan Scenic and Historic Interest Area
  • Ancient Building Complex in the Wudang Mountains
  • Historic Ensemble of the Potala Palace, Lhasa 7
  • Mountain Resort and its Outlying Temples, Chengde
  • Temple and Cemetery of Confucius and the Kong Family Mansion in Qufu
  • Lushan National Park
  • Mount Emei Scenic Area, including Leshan Giant Buddha Scenic Area
  • Ancient City of Ping Yao
  • Classical Gardens of Suzhou
  • Old Town of Lijiang
  • Summer Palace, an Imperial Garden in Beijing
  • Temple of Heaven: an Imperial Sacrificial Altar in Beijing
  • Dazu Rock Carvings
  • Mount Wuyi
  • Ancient Villages in Southern Anhui – Xidi and Hongcun
  • Imperial Tombs of the Ming and Qing Dynasties
  • Longmen Grottoes
  • Mount Qingcheng and the Dujiangyan Irrigation System
  • Yungang Grottoes
  • Three Parallel Rivers of Yunnan Protected Areas
  • Capital Cities and Tombs of the Ancient Koguryo Kingdom
  • Historic Centre of Macao
  • Sichuan Giant Panda Sanctuaries – Wolong, Mt Siguniang and Jiajin Mountains
  • Yin Xu
  • Kaiping Diaolou and Villages
  • South China Karst
  • Fujian Tulou
  • Mount Sanqingshan National Park
  • Mount Wutai
  • China Danxia
  • Historic Monuments of Dengfeng in “The Centre of Heaven and Earth”
  • West Lake Cultural Landscape of Hangzhou
  • Chengjiang Fossil Site
  • Site of Xanadu
  • Cultural Landscape of Honghe Hani Rice Terraces
  • Xinjiang Tianshan
  • Silk Roads: the Routes Network of Chang’an-Tianshan Corridor *
  • The Grand Canal

Fonte: UNESCO (World Heritage List)